Arquivo da categoria: Mulheres na mídia

A Primavera Árabe das mulheres

A Folha fez ontem uma matéria com quatro artistas árabes mulheres, que desenharam a situação feminina nos países onde vivem. Gostei, muito delicada. Elas ressaltaram algumas conquistas da região, em países mais avançados nos direitos das mulheres, e reclamaram da falta completa deles em outros mais fechados, como a Arábia Saudita. Este desenho é de Sara Abdelazim:

Hay mucha competencia

Tá passando toda hora uma propaganda da Sprite aqui em Buenos que me deixou super contente. Eu nunca vi no Brasil um comerical que diz para o homem se ligar que ele pode perder sua mulher para os outros todos que podem estar atrás dela. O mais comum é a propaganda que mostra aquele monte de mulher gostosa rebolando atrás de um cara qualquer – e ele a atrai com cerveja ou desodorante, sem fazer esforço, sem ter que ser bonito ou inteligente. Certo que por aqui também existem os comerciais assim. Mas esse é diferente e eu adorei.

Al Jazeera denuncia: estupros na Líbia são armas de guerra

Há alguns dias correu a notícia de que uma mulher na Líbia, Imam Al-Obeidi, invadiu um hotel onde se hospedam estrangeiros para dizer à imprensa mundial que foi torturada e estuprada por militares do governo de Muammar Kadhafi. Já se disse desde então que ela é louca, prostituta e coisas do gênero. Mas a tv AL Jazzera fez uma reportagem em que denuncia que a prática de estupro é “arma de guerra” usada contra as mulheres na Líbia. A reportagem diz que viagras e camisinhas são distribuídos para os oficiais do exécito para estimular os estupros.

Mãe do botox perde a guarda da filha

A mãe que injetava botox no rosto da filha de 8 anos que eu falei aqui perdeu a guarda da filha hoje nos Estados Unidos. Disseram os médicos que é muito incomum esse tipo de aplicação em crianças. Disseram os responsáveis pelos concursos de beleza infantil que isso também é muito incomum nos concursos. Sei não, hein?

Homens solteiros sobrando na China

         O blog da Forbes publicou ontem um post de Kevin Lee que fala da questão dos homens solteiros na China. No país incentiva-se os casais a terem só um filho – há uma dicussão se é por causa disso ou por outras questões culturais (veja esse outro post do blog do NEMGE), mas o infanticídio e o abandono de crianças mulheres é muito comum no país. O resultado é que em 2030 se prevê que 25% ou 1/4 dos homens chineses ficará sem se casar por absoluta falta de mulher no mercado.
         Lee levanta algumas possilidades que podem ser desencadeadas a partir daí:
Os homens se casarão com mulheres cada vez mais jovens – Lee diz que já existe uma tendência chinesa de os homens só se casarem quando têm dinheiro para sustentar uma família. Há casais que têm 10, 20 ou até 30 anos de diferença entre si. Então quem tem dinheiro, no futuro, poderá tentar achar esposas entre as gerações mais novas, caso não encontre uma entre as pessoas da sua própria idade.
Homossexualidade – ele levanta uma questão importante: será que num país com um problema de gênero tão grave se formará uma maior comunidade de homossexuais? Há dúvidas entre as razões que fazem um cara ser gay- se é uma questão biológica ou social. Se o social tem impacto,  a bandeira GBLT pode ser fincada na China em breve.
Frustração e desordem – Lee sugere também a possíblidade de o país viver com altos índices de frustração masculina, o que pode abalar estabilidade social. Em um país em que a família é super importante, como será a reação dos jovens que não conseguirem ter uma?

As declarações machistas de Ed Motta

Meu querido colega Marcus Preto publicou na Folha uma matéria que fala do cantor Ed Motta e dos despautérios que ele anda declarando no Facebook.
Motta postou:
“Mulher feia tem que ser mega competente rsrs. Se não, é Paula Toller nas cabeças rsrs. Linda, burra e sem talento.” E depois: “Mulher feia tem que cantar igual [à cantora] Sarah Vaughn, se não eu não tenho tempo hahaha!”. Leia o resto lá no link – ele ainda bateu boca com um internauta em seguida.
Mas fora o fato de o cara ser completamente sem noção (e não exatamente um ícone de beleza), a gente tem que lembrar que essa frase carrega um sexismo cultural muito forte que resiste na sociedade.  Lembra de “as feias que me perdoem, mas beleza é fundamental?” dita por outro cara gatíssimo, o Vinicius de Moraes? Desafio meus caros leitores a encontrar uma declaração contrária: uma mulher dizendo que os homens só servem se forem bonitos.

Mãe injeta botox na filha de 8 anos

         Uma mãe da Califórnia revoltou os Estados Unidos essa semana quando foi noticiado que ela injeta botox na filha de 8 anos que participa de concursos de beleza. A mãe faz as aplicações em casa e diz que é perfeitamente seguro e normal. Diz que foi a filha, Britney, que reclamou (atenção) “das rugas que tem no rosto”.  Ela também depilou com cera as pernas da filha.
          Britney e a mãe foram entrevistadas pelo programa Good Morning America. A menina diz que no começo sentia dor durante as aplicações, mas agora já está acostumada. É uma das coisas mais chocantes que eu já vi. O mais grave: a mãe de Britney diz que isso é “muito comum” entre as mães de meninas que vão para concursos de beleza.